e-criativo

Economia Criativa
Plataforma de Documentação e Memória

O Design no Contexto da Economia Criativa
Relatório - 2015

PANORAMA GERAL DO SEGMENTO DO DESIGN NO BRASIL.

A carteira de Economia Criativa  tem como prioridade atuar com os segmentos de design, audiovisual,
artes visuais, música, games, softwares, comunicação e startups, buscando definir diretrizes, metodologias,
disseminar e fomentar as boas práticas, gerar e disseminar conhecimento, coordenar e produzir pesquisas,
estudos e publicações para criar um ambiente favorável de ações junto aos empreendedores e empresários de
pequenos negócios criativos.

O design atravessa os elos da cadeia de valor correspondente ao artesanato, indústria e serviços, como ferramenta
de melhorias, bem como, na economia criativa, o design tem sua relevância por se tratar de empresas
e profissionais que fazem a gestão dos empreendimentos. Diante disso, faz-se necessário um estudo mais
focado, envolvendo o design no contexto da economia criativa.

 

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae

O Programa Cultura Viva e a economia criativa: análise do Moinho Cultural Sul-Americano
Artigo - 2012

Programa Cultura Viva tornou-se, nos últimos anos, uma importante política cultural de desenvolvimento local. A implementação da ação do Ponto de Cultura no estado de Mato Grosso do Sul representou um avanço significativo no fomento às iniciativas voltadas à economia da cultura e solidariedade. Várias organizações, hoje certificadas pelo Programa Pontos de Cultura, desenvolvem ações para inclusão produtiva e formação profissional, transferindo tecnologia social e de gestão aos participantes dos projetos, garantindo mecanismos que asseguram a autonomia de produção e do desenvolvimento através da participação e autogestão coletiva. Deste modo, este trabalho busca estabelecer uma análise da política pública do Programa Cultura Viva, tendo como objeto o Ponto de Cultura Moinho Cultural Sul-Americano, desenvolvido pela organização não governamental Instituto Homem Pantaneiro no município de Corumbá – Mato Grosso do Sul. Por último, uma breve análise sobre a importância da iniciativa popular e suas tecnologias utilizadas para tornar a autogestão uma alternativa real para superar o sistema capitalista através da adequação sociotécnica dos seus participantes.

Autor: Adriano Pereira de Castro Pacheco

Revista: Bahia anál. dados, Salvador, v. 22, n. 4, p.653-664, out./dez. 2012

A Economia Criativa: um guia introdutório
Outros - 2010

A ECONOMIA CRIATIVA: UM GUIA INTRODUTÓRIO
por John Newbigin

Série Economia Criativa e Cultural

Observatório Iberoamericano do Direito Autoral

Publicado pela British Council

Políticas culturais no Brasil
Livro - 2007

Políticas culturais no Brasil / organização Antonio Albino Canelas
Rubim e Alexandre Barbalho. —Salvador : edufba, 2007.

Novas Direções na formulação de Políticas para a Economia Criativa
Outros - 2014

NOVAS DIREÇÕES NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PARA A ECONOMIA CRIATIVA

British Council Unidade de Economia Criativa
Série Investigando Políticas

Diálogos de economia criativa entre Brasil e Reino Unido

Programa Cultura Viva: Análises e Observações
Outros - 2009

Seminário Internacional do Programa Cultura Viva

Realizado entre 18 a 20 de novembro de 2009 - Pirenopolis - GO

Políticas culturais no governo Dilma
Livro - 2015

Políticas culturais no governo Dilma / Antonio Albino Canelas Rubim,
Alexandre Barbalho, Lia Calabre, Organizadores. – Salvador: EDUFBA, 2015.
281 p. : il. – (Coleção Cult)

 

Organizadores: Antonio Albino Canelas Rubim, Alexandre Barbalho Lia Calabre 

Economia Colaborativa: A emergência de uma sociedade pós-capitalista
Outros - 2015

ECONOMIA COLABORATIVA

A emergência de uma sociedade pós-capitalista

ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

Centro de Estudos de Sustentabilidade

Numero 96

ECONOMIA CRIATIVA: Implicações e desafios para a política externa brasileira
Livro - 2014

Economia criativa : implicações e desafios para a política externa
brasileira / Mariana Gonçalves Madeira. – Brasília : FUNAG, 2014.

Seminário Internacional Economia Creativa para el dessarollo territorial
Livro - 2016

Seminário Internacional de Economia Criativa para o desenvolvimento territorial, realizado pelo Conselho Nacional de Cultura e Artes.

Creative Economy Report 2013
Relatório - 2013

A edição especial do Relatório enfoca a economia criativa em nível local nos países em desenvolvimento. É co-publicado pela UNESCO e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) através do Escritório das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul. O Relatório é organizado em dois volumes: um relatório de política e um documentário na web que traz à vida casos e tendências, e oportunidades e desafios da economia criativa no território.

A Economia Criativa em época de crise: o desenvolvimento endógeno brasileiro na obra de Celso Furtado
Artigo - 2018

Na quase totalidade de sua obra o notável economista e ex-ministro da Cultura, Celso Furtado, exaltou a criatividade da nação brasileira como ativo estratégico para o surgimento de um novo modelo de desenvolvimento econômico, sustentável, inclusivo e endógeno. A trajetória analítica deste trabalho recorreu à revisão bibliográfica para destacar as contribuições teóricas de Celso Furtado acerca das potencialidades advindas de uma nova economia, intensiva em criatividade. Por sua vez, os recortes do pensamento furtadiano constituem um instrumento poderoso e atual para (re)pensar as estratégias de superação do subdesenvolvimento do país.

Autores: Adriano Pereira de Castro Pacheco e Elcio Gustavo Benini

Revista de Economia Política, vol. 38, nº 2 (151), pp. 324-337, abril-junho/2018

Guia Prático para o Mapeamento das Indústrias Criativas
Outros - 2010

GUIA PRÁTICO PARA O MAPEAMENTO DAS INDÚSTRIAS CRIATIVAS

Série Economia Criativa e Cultural ⁄ 2

por: BOP Consulting

Publicada pelo British Council

Criando Modelos de Negócio para Profissionais Criativos
Outros - 2015

Guia para elaboração de Modelos de Negócio

Economía creativa en América Latina y el Caribe: Mediciones y desafíos
Outros - 2018

Qué países están midiendo el impacto de las industrias creativas y culturales en sus economías? Este informe se suma al esfuerzo del Banco Interamericano de Desarrollo (BID) para visibilizar el impacto de la Economía Naranja a través de la recopilación de los datos más recientes disponibles sobre las industrias culturales y creativas. El informe explora datos de los indicadores recientes de veinticuatro de países de América Latina y el Caribe e incluye recomendaciones para el levantamiento y la importancia de una sistemática medición. El BID espera que al poner en evidencia la diversidad de datos y sus respectivas metodologías los gobiernos puedan dar prioridad a la importancia de encontrar una metodología sistemática para la recopilación de los mismos. El poder seguir articulando el potencial de la Economía Naranja a través de datos confiables nos ayudará a seguir demostrando la capacidad de esta como generadora de empleo, de riquezas y de impacto social. 

NOTA TÉCNICA
Nº IDB-TN-01488
Agosto 2018

As indústrias culturais e criativas, as políticas públicas e o crescimento económico.
Artigo - 2012

As indústrias culturais e criativas, as políticas públicas e o crescimento económico.

Autor: Carlos Martins

CADERNOS CURSO DE DOUTORAMENTO EM GEOGRAFIA FLUP - 2012

Repensar as Políticas Culturais: Criatividade para o Desenvolvimento
Relatório - 2018


O novo Relatório Global da UNESCO, intitulado “Re | pensar as políticas culturais”, é uma ferramenta inestimável para a implementação da Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das
Expressões Culturais de 2005. Essa Convenção, atualmente ratificada por 146 Partes, incluindo a União Europeia, orienta os esforços da UNESCO para consolidar as capacidades de criação, produção e disseminação de atividades, bens e serviços culturais. A Organização proporciona aos Estados o apoio necessário para que exerçam o seu direito soberano de implementar políticas públicas para o desenvolvimento de
setores de indústrias culturais e criativas que sejam fortes e dinâmicos. Com isso, a UNESCO está comprometida com o desenvolvimento de políticas públicas mais efetivas e sustentáveis nessas áreas.

Culture, Creativy and Cities
Livro - 2015

Trabalho organizado pelos professores Xavier Greffe e Emiko Kakiuchi . Contribuições teóricas e empíricas de Walter Santagata, Klaus R. Kunzmann e Ana Carla Fonseca sobre cultura, economia criativa e cidades.

A Economia Criativa em organizações intensivas em símbolos – uma análise da Rede MS de Pontos de Cultura
Artigo - 2018

A Economia Criativa tem sido apresentada como a estratégia de desenvolvimento mais significativa da ultima década. A referida economia, intensiva em criatividade, caracteriza-se pela produção de bens e serviços simbólicos e artísticos cujo consumo apoia-se no patrimônio cultural e natural da localidade onde é prospectada. Objetivando caracterizar este cenário em organizações intensivas em símbolos, o presente artigo lançou mão da análise de conteúdo para identificar o avanço dessa nova agenda socioeconômica junto à Rede MS de Pontos de Cultura. Os resultados mostram que os Pontos podem figurar nichos produtivos com potencialidades reais no fortalecimento da Economia Criativa do estado uma vez que as organizações investigadas atuam em diferentes setores e lançam mão da contribuição do Turismo para escoar sua produção, incentivando relações que fortalecem a dinâmica econômica de ambos os setores

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva
Livro - 2011

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva /
organizadores: Frederico Barbosa, Lia Calabre.- Brasília : Ipea, 2011.