e-criativo

Economia Criativa
Plataforma de Documentação e Memória

REPERTÓRIO DE FONTES SOBRE ECONOMIA CRIATIVA
Projeto - 2007

Este trabalho é parte integrante projeto de pesquisa Economia Criativa – em busca de paradigmas:
(re)construções a partir da teoria e da prática financiado pela FAPESB – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia e executado entre 2006 e 2007 no CULT - Centro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (UFBA).

Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil - 2012
Relatório - 2012

Indústria Criativa

Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil - 2012

Sistema Firjan

Cartilha Direito de Propriedade Intelectual
Outros - 2013

Marcas, patentes, copyrights...
O que os empreendedores criativos precisam saber?

Esta cartilha é fruto do Termo de Cooperação entre o Ministério da Cultura e a Universidade de Brasília.

 

Ponto de cultura : o Brasil de baixo para cima
Livro - 2010

Ponto de cultura : o Brasil de baixo para cima / Célio Turino. - 2.ed. - São Paulo : Anita Garibaldi, 2010.

Autor: Celio Turino

O Discursos Global da Economia Criativa - Frameworks para o desenvolvimento econômico
Artigo - 2018

Este artigo analisa os principais discursos dos organismos internacionais dedicados ao desenvolvimento de plataformas de gestão e organização da Indústria e Economia Criativa (EC) bem como suas influências na agenda global de formulação de políticas públicas. O artigo traz à baila a temática de uma nova economia intensiva em criatividade e seus transbordamentos estratégicos com a inovação, com a sustentabilidade e com a diversidade cultural. Por meio da Análise de Discurso (AD) da escola francesa, buscou-se caracterizar as diferentes abordagens adotadas por esses organismos, especificamente a Conferência das Nações Unidas para o Comércio e o Desenvolvimento (UNCTAD) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Identificadas as principais caraterísticas de cada relatório – dimensão setorial da indústria, os efeitos de sentido e as condições de produção do discurso da Economia Criativa em cada organismo –, procedeu-se à comparação dos documentos com o Plano Brasil Criativo, do Ministério da Cultura. Os resultados apontam para o desenvolvimento de um constructo multidimensional de instrumentos para a gestão estatal da EC – apoiados em ativos simbólicos específicos e singulares de cada país – conferindo à UNCTAD e à Unesco posição de vanguarda e influência na elaboração de políticas públicas para o setor criativo, inclusive no contexto Brasil. As discussões em torno das transações de ativos intangíveis e simbólicos contribuem, ainda, na geração de novos insights para a organização setorial da Economia Criativa nacional.

Publicado na Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional v. 14, n. 5 (2018)

Políticas Culturais para o desenvolvimento: uma base de dados para a cultura
Livro - 2003

 

Políticas culturais para o desenvolvimento: uma base de dados para a cultura. Brasília : UNESCO Brasil, 2003.

UNESCO 2003 - Edição publicada pelo Escritório da UNESCO no Brasil

ECONOMIA CRIATIVA, CULTURA E POLÍTICAS PÚBLICAS
Livro - 2016

Este livro é o resultado dos esforços contínuos, individuais e coletivos, dos projetos desenvolvidos no âmbito do Grupo de Trabalho de Economia Criativa, Cultura e Políticas Públicas do Centro de Estudos Internacionais sobre Governo (Cegov) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Organização: Leandro Valiati e Gustavo Moller

REGENERAÇÃO URBANA ATRAVÉS DA CULTURA FUNCIONA?
Outros - 2014

INVESTIGANDO POLÍTICAS Diálogos de economia criativa entre Brasil e Reino Unido

British Council Unidade de Economia Criativa
Série Investigando Políticas
Publicado pelo British Council

Repensar as Políticas Culturais: Criatividade para o Desenvolvimento
Relatório - 2018


O novo Relatório Global da UNESCO, intitulado “Re | pensar as políticas culturais”, é uma ferramenta inestimável para a implementação da Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das
Expressões Culturais de 2005. Essa Convenção, atualmente ratificada por 146 Partes, incluindo a União Europeia, orienta os esforços da UNESCO para consolidar as capacidades de criação, produção e disseminação de atividades, bens e serviços culturais. A Organização proporciona aos Estados o apoio necessário para que exerçam o seu direito soberano de implementar políticas públicas para o desenvolvimento de
setores de indústrias culturais e criativas que sejam fortes e dinâmicos. Com isso, a UNESCO está comprometida com o desenvolvimento de políticas públicas mais efetivas e sustentáveis nessas áreas.

ECONOMIA CRIATIVA: Implicações e desafios para a política externa brasileira
Livro - 2014

Economia criativa : implicações e desafios para a política externa
brasileira / Mariana Gonçalves Madeira. – Brasília : FUNAG, 2014.

A Economia Criativa em organizações intensivas em símbolos – uma análise da Rede MS de Pontos de Cultura
Artigo - 2018

A Economia Criativa tem sido apresentada como a estratégia de desenvolvimento mais significativa da ultima década. A referida economia, intensiva em criatividade, caracteriza-se pela produção de bens e serviços simbólicos e artísticos cujo consumo apoia-se no patrimônio cultural e natural da localidade onde é prospectada. Objetivando caracterizar este cenário em organizações intensivas em símbolos, o presente artigo lançou mão da análise de conteúdo para identificar o avanço dessa nova agenda socioeconômica junto à Rede MS de Pontos de Cultura. Os resultados mostram que os Pontos podem figurar nichos produtivos com potencialidades reais no fortalecimento da Economia Criativa do estado uma vez que as organizações investigadas atuam em diferentes setores e lançam mão da contribuição do Turismo para escoar sua produção, incentivando relações que fortalecem a dinâmica econômica de ambos os setores

Inovação nas indústrias criativas - Caderno de Inovação FGV
Resumo - 2016

Caderno de Inovação

Inovação nas indústrias criativas

Caderno 21 - Maio 2016

FGV EAESP - Fórum de Inovação

Economía creativa en América Latina y el Caribe: Mediciones y desafíos
Outros - 2018

Qué países están midiendo el impacto de las industrias creativas y culturales en sus economías? Este informe se suma al esfuerzo del Banco Interamericano de Desarrollo (BID) para visibilizar el impacto de la Economía Naranja a través de la recopilación de los datos más recientes disponibles sobre las industrias culturales y creativas. El informe explora datos de los indicadores recientes de veinticuatro de países de América Latina y el Caribe e incluye recomendaciones para el levantamiento y la importancia de una sistemática medición. El BID espera que al poner en evidencia la diversidad de datos y sus respectivas metodologías los gobiernos puedan dar prioridad a la importancia de encontrar una metodología sistemática para la recopilación de los mismos. El poder seguir articulando el potencial de la Economía Naranja a través de datos confiables nos ayudará a seguir demostrando la capacidad de esta como generadora de empleo, de riquezas y de impacto social. 

NOTA TÉCNICA
Nº IDB-TN-01488
Agosto 2018

Arranjos produtivos locais e desenvolvimento
Livro - 2017

Arranjos produtivos locais e desenvolvimento/Organizadores: Carlos Wagner de A. Oliveira, José Augusto V. Costa, Gabriela Maretto Figueiredo, Alessandra Ribeiro de Moraes, Ricardo Batista Carneiro, Iedo Brito da Silva, Organizadores - Rio de Janeiro: Ipea, 2017.

Relatório de Economia Criativa 2010 - Unctad
Relatório - 2010

Relatório de Economia Criativa: Uma opção de desenvolvimento viável.

A série Relatório de Economia Criativa é o resultado da parceria entre a Unctad e a Unidade Especial para Cooperação Sul-Sul da Pnud. Esses relatórios voltados a políticas são o principal resultado do projeto de cooperação técnica “Fortalecendo a Economia Criativa para o Desenvolvimento”, um empreendimento conjunto coordenado por Edna dos Santos-Duisenberg, chefe do programa de economia criativa da Unctad, e Francisco Simplício, Chefe da divisão de gestão de conhecimento e operações da Unidade Especial para Cooperação Sul-Sul da Pnud.

Publicação: UNDP / Unctad

Culture, Creativy and Cities
Livro - 2015

Trabalho organizado pelos professores Xavier Greffe e Emiko Kakiuchi . Contribuições teóricas e empíricas de Walter Santagata, Klaus R. Kunzmann e Ana Carla Fonseca sobre cultura, economia criativa e cidades.

Novas Direções na formulação de Políticas para a Economia Criativa
Outros - 2014

NOVAS DIREÇÕES NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PARA A ECONOMIA CRIATIVA

British Council Unidade de Economia Criativa
Série Investigando Políticas

Diálogos de economia criativa entre Brasil e Reino Unido

Programa Cultura Viva: Análises e Observações
Outros - 2009

Seminário Internacional do Programa Cultura Viva

Realizado entre 18 a 20 de novembro de 2009 - Pirenopolis - GO

Plano da Secretaria da Economia Criativa
Outros - 2012

Plano da Secretaria da Economia Criativa: políticas, diretrizes e ações, 2011 – 2014
Brasília, Ministério da Cultura, 2012.

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva
Livro - 2011

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva /
organizadores: Frederico Barbosa, Lia Calabre.- Brasília : Ipea, 2011.