e-criativo

Economia Criativa
Plataforma de Documentação e Memória

ECONOMIA CRIATIVA: Implicações e desafios para a política externa brasileira
Livro - 2014

Economia criativa : implicações e desafios para a política externa
brasileira / Mariana Gonçalves Madeira. – Brasília : FUNAG, 2014.

Políticas culturais no governo Dilma
Livro - 2015

Políticas culturais no governo Dilma / Antonio Albino Canelas Rubim,
Alexandre Barbalho, Lia Calabre, Organizadores. – Salvador: EDUFBA, 2015.
281 p. : il. – (Coleção Cult)

 

Organizadores: Antonio Albino Canelas Rubim, Alexandre Barbalho Lia Calabre 

LA ECONOMÍA CREATIVA EN BRASIL: El desarrollo del turismo local en el pantanal sur de Mato Grosso
Artigo - 2017

O presente artigo aborda a Economia Criativa e sua estrutura organizacional capaz de prospectar relações de desenvolvimento mútuo com outros setores da economia, à exemplo do Turismo. Objetiva descrever e analisar a relação entre a Economia Criativa e o Turismo local buscando entender as características desse ambiente em relação ao ciclo criativo da produção e consumo.

Autores: Adriano Pereira de Castro Pacheco, Elcio Gustavo Benini e Milton Augusto Pasquotto Mariani

Revista: Estudios y Perspectivas en Turismo - Volumen 26 (2017) pp. 678 – 697

BASE CONCEITUAL DO ARTESANATO BRASILEIRO
Outros - 2012

BASE CONCEITUAL DO ARTESANATO BRASILEIRO

Programa Artesanato Brasileiro

Arranjos produtivos locais e desenvolvimento
Livro - 2017

Arranjos produtivos locais e desenvolvimento/Organizadores: Carlos Wagner de A. Oliveira, José Augusto V. Costa, Gabriela Maretto Figueiredo, Alessandra Ribeiro de Moraes, Ricardo Batista Carneiro, Iedo Brito da Silva, Organizadores - Rio de Janeiro: Ipea, 2017.

Desejável Mundo Novo: vida sustentável, diversa e criativa em 2042
Livro - 2012

Desejável Mundo Novo: vida sustentável, diversa e criativa em 2042

Autora: Lala Deheinzelin

1ª edição

São Paulo - SP (2012)

Edição: Claudia Deheinzelin

Ponto de cultura : o Brasil de baixo para cima
Livro - 2010

Ponto de cultura : o Brasil de baixo para cima / Célio Turino. - 2.ed. - São Paulo : Anita Garibaldi, 2010.

Autor: Celio Turino

THE BRAZILIAN CREATIVE ECONOMY
Relatório - 2018

Este relatório tem três funções principais. É comissionado pelo British Council em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) como parte do Programa de Desenvolvimento e Engajamento Profissional Newton no Brasil. O foco no Brasil é apoiar os empreendedores criativos e desenvolver os mecanismos que estimulem uma Economia Criativa mais diversificada, inclusiva e confiante. É um dos seis programas de Newton entregues pelo British Council. Este programa é moldado pelas demandas e prioridades de desenvolvimento das partes interessadas do país, com o objetivo de apoiar o ambiente de pesquisa e possibilitar um ótimo impacto da pesquisa. O programa tem o benefício adicional de criar relacionamentos entre provedores de habilidades com conhecimento e compreensão dos ecossistemas de pesquisa e inovação do Reino Unido e das partes interessadas dos países parceiros.

Creative Economy Report 2013
Relatório - 2013

A edição especial do Relatório enfoca a economia criativa em nível local nos países em desenvolvimento. É co-publicado pela UNESCO e pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) através do Escritório das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul. O Relatório é organizado em dois volumes: um relatório de política e um documentário na web que traz à vida casos e tendências, e oportunidades e desafios da economia criativa no território.

Novas Direções na formulação de Políticas para a Economia Criativa
Outros - 2014

NOVAS DIREÇÕES NA FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PARA A ECONOMIA CRIATIVA

British Council Unidade de Economia Criativa
Série Investigando Políticas

Diálogos de economia criativa entre Brasil e Reino Unido

REGENERAÇÃO URBANA ATRAVÉS DA CULTURA FUNCIONA?
Outros - 2014

INVESTIGANDO POLÍTICAS Diálogos de economia criativa entre Brasil e Reino Unido

British Council Unidade de Economia Criativa
Série Investigando Políticas
Publicado pelo British Council

A Economia Criativa em época de crise: o desenvolvimento endógeno brasileiro na obra de Celso Furtado
Artigo - 2018

Na quase totalidade de sua obra o notável economista e ex-ministro da Cultura, Celso Furtado, exaltou a criatividade da nação brasileira como ativo estratégico para o surgimento de um novo modelo de desenvolvimento econômico, sustentável, inclusivo e endógeno. A trajetória analítica deste trabalho recorreu à revisão bibliográfica para destacar as contribuições teóricas de Celso Furtado acerca das potencialidades advindas de uma nova economia, intensiva em criatividade. Por sua vez, os recortes do pensamento furtadiano constituem um instrumento poderoso e atual para (re)pensar as estratégias de superação do subdesenvolvimento do país.

Autores: Adriano Pereira de Castro Pacheco e Elcio Gustavo Benini

Revista de Economia Política, vol. 38, nº 2 (151), pp. 324-337, abril-junho/2018

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva
Livro - 2011

Pontos de cultura : olhares sobre o Programa Cultura Viva /
organizadores: Frederico Barbosa, Lia Calabre.- Brasília : Ipea, 2011.

Repensar as Políticas Culturais: Criatividade para o Desenvolvimento
Relatório - 2018


O novo Relatório Global da UNESCO, intitulado “Re | pensar as políticas culturais”, é uma ferramenta inestimável para a implementação da Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das
Expressões Culturais de 2005. Essa Convenção, atualmente ratificada por 146 Partes, incluindo a União Europeia, orienta os esforços da UNESCO para consolidar as capacidades de criação, produção e disseminação de atividades, bens e serviços culturais. A Organização proporciona aos Estados o apoio necessário para que exerçam o seu direito soberano de implementar políticas públicas para o desenvolvimento de
setores de indústrias culturais e criativas que sejam fortes e dinâmicos. Com isso, a UNESCO está comprometida com o desenvolvimento de políticas públicas mais efetivas e sustentáveis nessas áreas.

DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA CRIATIVA BRASILEIRA A PARTIR DOS PONTOS DE CULTURA
Artigo - 2015

O presente artigo propõe a análise do Programa Cultura Viva, a partir do eixo estruturante dos Pontos de Cultura, como estratégia governamental de gestão compartilhada capaz de dinamizar o surgimento de clusters ou territórios da Economia Criativa. Para isso, recorreu-se a revisão literária da Economia e Indústria Criativas e análise dos dados de implementação da política pública desenvolvida pelo Ministério da Cultura e articulada por organizações não-governamentais. Os resultados revelam que os Pontos de Cultura desenvolvem atividades em pelo menos um dos grupos da Indústria Criativa brasileira, segundo modelo proposto pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento - UNCTAD, o que permite vislumbrar oportunidades reais de fortalecimento da Indústria Criativa nacional a partir da estrutura funcional apresentada pelo Programa.

Autores: Adriano Pereira de Castro Pacheco e Elcio Gustavo Benini

Revista: Políticas Culturais em Revista, 1(8), p. 121-135, 2015

Trabalho Artístico e Técnico na Indústria Cultural
Livro - 2016

Trabalho artístico e técnico na indústria cultural [recurso eletrônico] / organização Liliana R.P. Segnini,
Maria Noel Bulloni; tradução Marisa Shirasuna; textos Maria Aparecida Alves et. al. – São Paulo :
Itaú Cultural, 2016.

MAPEAMENTO DA INDÚSTRIA CRIATIVA NO BRASIL - 2014
Relatório - 2014

Indústria Criativa

Mapeamento da Indústria Criativa no Brasil - 2014

Sistema Firjan

Termo de Referência de Economia Criativa
Outros - 2012

A publicação busca estabelecer os eixos estratégicos de atuação para o atendimento
do Sistema Sebrae na economia criativa, contribuindo para a
sustentabilidade e o fortalecimento dos empreendimentos criativos

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – Sebrae
Licenciada sob Creative Commons

THE 2009 UNESCO FRAMEWORK FOR CULTURAL STATISTICS (FCS)
Relatório - 2009

O Marco da UNESCO para Estatísticas Culturais (FCS) de 2009 é um esforço colaborativo entre o Instituto de Estatística da UNESCO (UIS) e o Setor de Cultura da UNESCO. Baseado em Quadro de Estatísticas Culturais de 1986, esta versão revisada do programa cultural da metodologia estatística leva em conta novos conceitos que surgiram desde 1986 no campo da cultura, incluindo aqueles relacionados às novas tecnologias - que têm influenciado a cultura e as formas como é acessada - patrimônio intangível, e práticas e políticas culturais em evolução.

Publicação de UNESCO Institute for Statistics (UIS)

Culture, Creativy and Cities
Livro - 2015

Trabalho organizado pelos professores Xavier Greffe e Emiko Kakiuchi . Contribuições teóricas e empíricas de Walter Santagata, Klaus R. Kunzmann e Ana Carla Fonseca sobre cultura, economia criativa e cidades.